Caprinos a caminho do Douro Internacional

Autarquias raianas disponibilizam terrenos para a instalação do “Self Prevention”.

Autarquias portuguesas e espanholas começam a disponibilizar terrenos para acolher as infra-estruturas ligadas ao projecto transfronteiriço “Self Prevention”. A informação é avançada pelo coordenador geral do programa, José Luís Pascual, que lembra que o principal objectivo do projecto é a introdução de cerca de 150 mil cabeças de gado caprino para ajudar a prevenir incêndios florestais e, ao mesmo tempo, ajudar a potenciar a economia da região raiana.
Do lado português, as primeiras localidades a mostrarem abertura para acolher equipamentos e disponibilizar terrenos para o pastoreio do gado caprino foram Bruçó (Mogadouro), Aldeia Velha (Sabugal) e Vimioso.



Os compromissos foram “assumidos por escrito”, através de contratos estabelecidos entre os gestores do programa “Self Prevention” e os responsáveis pelas autarquias envolvidas. Agora é preciso, apenas, ultrapassar alguns obstáculos burocráticos.

“Estamos a dar os primeiros passos no terreno e esperamos que o projecto esteja em marcha durante o primeiro semestre de 2011. Em 2017 esperamos que todos os equipamentos estejam construídos e a funcionar ”, acrescentou o responsável.

Investimento de cerca de 48 milhões de euros vai contribuir para a criação de mais de 700 postos de trabalho na região raiana

A iniciativa partiu do Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial Douro/Duero (AECT), o organismo ibérico que tem a seu cargo a gestão do processo e que junta mais de 187 entidades públicas e privadas de Portugal e Espanha.

O projecto “Self Prevention” abrangerá todo o território do AECT, que se estende pelos distritos portugueses de Bragança e Guarda e pelas províncias espanholas de Zamora e Salamanca.

Em todo o território abrangido pelo AECT serão incrementadas 50 explorações de gado em regime extensivo, 20 explorações em regime semi-extensivo, às quais se juntam mais 40 explorações em regime intensivo.

No que toca à construção de unidades transformadoras, está prevista a construção de uma unidade de abate, uma unidade transformadora de leite, uma fábrica de rações e uma plataforma logística para distribuição e comercialização de carnes e outros derivados do gado caprino, bem como lojas e outros locais destinados à degustação dos sub- produtos originários do caprinos.

No seu todo, o “Self Prevention” representa um investimento de cerca de 48 milhões de euros e vai contemplar a criação de mais de 700 postos de trabalho na região raiana.
por: Francisco Pinto, in: Jornal Nordeste

Sem comentários:

Enviar um comentário

REGRAS DOS COMENTÁRIOS:
- Serão aceites todos os comentários que não profiram injúrias pessoais;
- São aceites comentários anónimos (não custa nada meter um Nickname "alcunha");